Ateísmo: a fé nas limitações humanas

10647128_1466677206947071_5149537822456966722_n

Na minha opinião, o ateísmo não é uma posição racionalmente aceitável. A única posição racionalmente aceitável é do agnosticismo pra cima. Explico.

Premissa básica: o ser humano é limitado. Se é limitado, logo não pode conhecer nem realizar todas as coisas.

Se o ateu contraria esta premissa, ele está admitindo a possibilidade da existência de um ser que detém um poder ilimitado. Ou seja, ele mesmo está admitindo a existência prática de um “deus”. Portanto, seu ateísmo cai em contradição.

Se esta premissa é verdadeira, implica que o ser humano não pode acessar todas as instâncias da realidade, nem que ele tenha a seu dispor todos os recursos e métodos possíveis de se testar essa realidade. O fato de o homem ter evoluído os métodos científicos está longe de significar que esta evolução se dará até um nível de criação e compreensão plena de todas as coisas.

Se o sujeito adota a posição ateísta, está afirmando categoricamente que Deus não existe, sem ter meios de acessar tal informação pelos métodos que ele mesmo tanto preza. E jamais terá, pois o conhecimento humano é limitado (premissa básica). Sendo limitado, por consequência, não pode acessar nada além dos seus limites, como o próprio Deus (que por definição é um ser ilimitado). Por isso considero o ateísmo contraditório e até irracional.

Já quando o sujeito adota a posição de agnóstico, está afirmando que nada sabe sobre a existência ou não de Deus, e está admitindo a premissa básica de que não é possível se testar a hipótese da existência de Deus pelas nossas próprias limitações. Se ele para por aí, é simplesmente por não ter curiosidade de tentar ir além destas limitações. OK, opção de cada um.

O religioso, quando afirma que Deus existe, está reconhecendo sua incapacidade de conhecê-lo pelos métodos convencionais das ciências do homem, mas se recusa a limitar-se por tais métodos. Esta recusa parte principalmente da noção intrínseca de infinitude, capaz de elevar as percepções humanas para além das limitações sensíveis. A noção da infinitude vem da própria transcendência destas limitações.

É possível falarmos de infinito sem podermos testá-lo “cientificamente”? Claro que sim. O infinito não é apenas uma representação simbólica matemática. É uma noção real e racional. São várias as noções desse tipo que temos em nossa mente. A noção de Deus é uma destas noções que transcendem a pequenez das nossas percepções sensíveis.

A ideia de que a racionalidade humana está associada à ciência em geral e que todo o resto é misticismo (“só é racional se for provado pela ciência”), é irritante, e que muitos meninos já abandonam no colegial (apesar de toda a doutrinação no caminho inverso). A razão está longe de ser um bando de teorias científicas testadas por métodos que nem sempre se sabe se estão corretos. Há questões inalcançáveis por qualquer método científico que seja, mas que porém são questões da REALIDADE, e acessíveis à RAZÃO HUMANA, de uma forma ou de outra. A religião é a forma que temos de conhecer aquilo que nossas incontornáveis limitações naturais nos impede. Já o ateísmo é a crença de que tudo o que existe está compreendido dentro das nossas limitações. 

Enquanto o ateu fecha o caderno e diz que é impossível existir algo que sua mente não possa conceber, o religioso continua com o caderno aberto, tentando compreender nas entrelinhas o que o ateu se recusa.

Anúncios

6 Comentários

  1. Erandur of Dawnstar · · Responder

    Cientificamente falado, a unica situação aceitável é o agnosticismo, já que a hipótese Deus não é falseavel.
    O restante é questão de conjectura, opinião e fé.

    Curtir

    1. Nestas horas gosto de recomendar as discussões de William Lane Craig. De fato são conjecturas, mas racionalmente aceitáveis. Ele mostra bem isso, respondendo sempre a pergunta: por que é mais racional acreditar em Deus do que não acreditar?

      Curtir

  2. italorabelo (@ItaloRabelo_) · · Responder

    Concordo plenamente quando você diz: ”considero o ateísmo contraditório e até irracional”. Na nossa lógica, pessoas que acreditam em Deus, isso é perfeito. Minha dúvida é (veja bem é uma dúvida, não chega a ser e nem pretendo que seja um raciocínio lógico ou filosófico, etc, é apenas uma absoluta ignorancia): se Deus não existe tudo é fruto de uma irracionalidade casual. Se Deus não existe, não existem verdades ou lógica, tudo é mera ideologia…Sendo assim, o ateísmo poderia viver plenamente com qualquer conflito de lógica, assim como qualquer coisa. eles não estariam assim ”isentos” dessa crítica lógica?

    Curtir

    1. Isto aqui responde sua pergunta muito melhor do que eu poderia tentar. Ouça cada minuto com máxima atenção:

      Curtir

  3. A fé em um ser superior onipotente é tão irracional quanto a fé dos esquerditas em seus dogmas.
    Deuses greco romanos, deuses indigenas, e monstros do espaguete voador tambem não são falseáveis, porém isso não torna a sua existencia plausivel.
    Acho triste que parte da direita seja tão apegada a tradições religiosas

    Curtir

    1. Você está meio atrasado na discussão. Essa história de “monstro do espaguete voador” é coisa de menino que acabou de ser seduzido pelo ateísmo de facebook. Isso já foi tão ridicularizado que me espanta que ainda exista gente vindo com essa conversa.

      Nenhum cristão acredita em Deus por conta da sua “não falseabilidade”. São fatos POSITIVOS que constroem a crença. Esse é um erro típico de meninos que se aventuram em discussões que eles não compreendem. Se você não compreende qual é o sistema de crenças de uma religião, e os pontos centrais que a sustentam, vai acabar dizendo besteiras, fazendo comparações na pura base de similitude de palavras. Por isso compara “deuses gregos” ou “deuses indígenas” com o Deus cristão, como se os índios, os gregos e os cristãos estivessem crendo em coisas iguais.

      Eu acho triste que parte da direita ainda seja tão apressada. Estude o mínimo, primeiro pra não passar vergonha, e segundo pra poupar o tempo dos outros. Te respondi aqui por educação e pra te dar um empurrão. Um estímulo pra você estudar mais. Abraços.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: